Shows de mágica invadem lonas culturais no final de semana

Os shows de mágica e ventriloquia (falar sem mover os lábios para fazer sons de bonecos) invadiram as lonas culturais de Itaipuaçu e da Barra no último final de semana, dias 15 e 16/06.

Mãe de Vítor (8 anos) e Eduardo (2), Marcela Abreu, de 35 anos, que mora na Barra, estava com os filhos assistindo ao show de mágica feito por Dragon e seu boneco trancinha na Lona Cultural Marielle Franco. “Eu resolvi vir com os meninos porque além de um entretenimento, mágica é uma diversão para as crianças. Vim na semana passada e pretendo vir sempre que tiver programação para o público infantil”, contou.

Moradora da Divinéa, Criciane Silva (36 anos) estava com os filhos e os sobrinhos. “Eu soube da programação através de um grupo do wattsapp e resolvi vir. Achei super importante a ideia dessa lona, porque aqui era um local que não tínhamos muitos eventos para as crianças. Então é uma motivação”, disse.

Já Michel Souza (33 anos), da Ponte Preta, resolveu entrar na lona na última hora para levar os filhos Aridai (8 anos) e Nathan (4 anos) e o sobrinho Samuel (2 anos). “Fui na praia com eles, aí vi a lona e resolvi perguntar qual era a programação. Nos informaram que seria show de mágica e voltamos para ver como vai ser”, revelou.

Domingo, o espetáculo “A mágica do riso” com Patrick e sua trupe aterrissou na Lona Cultural de Itaipuaçu. E não foi só a criançada que prestigiou o evento. Adultos e idosos também estavam no local. Alguns, mais tímidos, optaram por assistir ao show de mágica do lado de fora. Mas o mágico Patrick os convidou a participar de alguns de seus números.

“O espetáculo é muito bom. Vale mesmo a pena”, concordaram Heitor Livramento (39 anos) e sua esposa Isabella Brasil (38 anos) que moram no Recanto e conferiam a programação da Secretaria de Cultura pela primeira vez. “Nós normalmente só passávamos aqui na frente, mas hoje resolvemos vir, porque gostamos de arte”, afirmou ele.

Antes de ir embora, o casal Marcelo Rangel (44 anos) e Veronica Baptista (48 anos) sugeriu que o espaço inclua a apresentação de um planetário em sua programação. “Eles trazem um sistema que explica tudo. Nós vimos isso num espaço menor e adoramos. Que dirá neste espaço maravilho”, sugeriram os amantes da geografia.

Fotos: Elsson Campos

Maricá Já Play. A sua informação em apenas um click

Deixe uma resposta