Mais doses da vacina Coronavac chegam à Maricá

Mais um lote de vacinas contra a Covid-19 chegou à Maricá nesta segunda-feira (22/03). Nesta entrega, a Prefeitura recebeu no Posto Central 6.540 doses do imunizante Coronavac, produzido no Brasil pelo Instituto Butantan. Trata-se da maior remessa recebida desde o início da vacinação, em janeiro. 

As novas doses da vacina são destinadas aos grupos prioritários determinados pelo Ministério da Saúde e, seguindo o cronograma de vacinação municipal, foram imunizados nesta segunda-feira os idosos com 81 anos ou mais. Ao longo da semana, serão imunizadas as pessoas com 80 anos (terça-feira); 79 anos (quarta-feira); 78 anos (quinta-feira); além dos idosos de 77 anos ou mais (sexta-feira).

Atualmente, Maricá conta com quatro postos fixos de vacinação, todos em Unidades de Saúde da Família (USF)dos quatro distritos da cidade: USF Central, USF Chácaras de Inoã, USF Marinelândia (Cordeirinho) e USF Jardim Atlântico (Itaipuaçu). Além disso, dois polos de vacinação ‘drive-thru’ entraram em funcionamento na última semana: no Aeroporto de Maricá e no Centro Administrativo de Itaipuaçu.

Até o momento, foram aplicadas no Aeroporto, 101 vacinas em primeira dose e 19 em segunda dose. Já no drive thru de Itaipuaçu, 61 pessoas receberam a primeira aplicação do imunizante Coronavac e 26 a segunda dose da vacina. Nas Unidades de Saúde da Família, nos últimos dias, 154 pessoas receberam a primeira imunização e 87 a segunda dose.

Segundo duas das dezenas de imunizados nesta segunda-feira no Aeroporto, a inclusão dos postos ‘drive thru’ é bastante positiva e contribui para um acesso mais fácil à vacinação.

“Eu estou achando excelente a vacinação e estou muito aliviada por finalmente estar recebendo a minha dose. Ser vacinado é o único meio que nós temos para não pegarmos a doença ou, se pegarmos, para estarmos protegidos contra os sintomas mais sérios da Covid. Mesmo com o início da vacinação, a população deve ter consciência e manter as medidas de prevenção para evitar a contaminação pelo novo coronavírus”, afirmou Valma Maria Cota, aposentada de 81 anos.

A aposentada Carmelita Pereira, 83 anos, estava feliz por receber a primeira dose do imunizante.  “Estou muito feliz por poder ser vacinada hoje. Por 16 anos, fui profissional da área da saúde, trabalhando em um grande hospital, e por isso sei como é importante a vacinação. Durante a pandemia, tenho mantido todos os cuidados e quase não vou à rua, então sair de casa nesta tarde para ser vacinada foi como um agradável passeio que eu não tinha há muito tempo”, destacou.

Deixe uma resposta