Novo centro de vacinas recebe primeiro lote de imunizantes contra a Covid-19

A Prefeitura de Maricá recebeu, nesta sexta-feira (07/05), o primeiro lote de imunizantes contra a Covid-19 a ser armazenado no Núcleo Municipal de Imunização Dr. Heitor da Costa Matta, novo centro de vacinas da cidade totalmente equipado para receber não só vacinas contra o coronavírus, como também de outras campanhas de imunização. Nesta distribuição, Maricá recebeu 2.890 doses da AstraZeneca destinadas à primeira aplicação (D1), elevando o número de vacinas recebidas no município para 53.850, entre primeiras doses (D1) e segundas doses (D2).

O novo centro de armazenamento tem capacidade de acomodar todos os tipos de vacinas, possuindo diversas câmaras frigoríficas e câmaras de congelamento para assegurar a preservação dos imunizantes, principalmente àqueles que necessitam de armazenamento em temperaturas mais baixas. O espaço conta, ainda, com sistema de autonomia para segurança nas câmaras, gerador e nobreaks — o que garante fornecimento de energia elétrica através de baterias por até 12 horas —, oferecendo, assim, segurança em eventuais quedas de luz.

As doses recebidas nesta remessa serão destinadas a imunização, a partir da próxima semana, de pessoas com comorbidades comprovadas de idade inferior a 60 anos; pessoas com deficiência; puérperas; além dos idosos acima de 60 anos que perderam suas datas de vacinação e profissionais trabalhadores da saúde (de acordo com o grau de exposição ao vírus e o grupo de risco definidos no Programa Nacional de Imunização).

De acordo com a subsecretária de Saúde, Solange Oliveira, devido a escassez de vacinas distribuídas pelo Governo Federal aos municípios, principalmente das segundas doses do imunizante Coronavac, um novo calendário de vacinação está sendo elaborado pela Secretaria de Saúde, visando otimizar o processo de imunização dos grupos prioritários. Além disso, a subsecretária destaca que a cobrança continuará para que a vacinação continue a ocorrer da melhor forma possível.

“Recebemos uma nova remessa de primeiras doses da vacina AstraZeneca que permitirá a continuidade da campanha na próxima semana. Entretanto, continua a preocupação e a cobrança dos municípios com as segundas doses da vacina CoronaVac para atender aqueles que já perderam o prazo de quatro semanas de intervalo recomendado. A expectativa é de que haja um posicionamento oficial do Ministério da Saúde e que possamos receber as segundas doses” , afirmou a subsecretária.

“Já com relação às segundas doses da AstraZeneca, como esse imunizante tem um prazo maior entre a primeira e a segunda aplicação — entre oito a doze semanas entre as duas doses — ainda estamos em tempo, mas, mesmo assim, aguardamos ansiosamente a chegada de novos lotes do imunizante” , completou Solange Oliveira.

A Prefeitura de Maricá recebeu, nesta sexta-feira (07/05), o primeiro lote de imunizantes contra a Covid-19 a ser armazenado no Núcleo Municipal de Imunização Dr. Heitor da Costa Matta, novo centro de vacinas da cidade totalmente equipado para receber não só vacinas contra o coronavírus, como também de outras campanhas de imunização. Nesta distribuição, Maricá recebeu 2.890 doses da AstraZeneca destinadas à primeira aplicação (D1), elevando o número de vacinas recebidas no município para 53.850, entre primeiras doses (D1) e segundas doses (D2).

O novo centro de armazenamento tem capacidade de acomodar todos os tipos de vacinas, possuindo diversas câmaras frigoríficas e câmaras de congelamento para assegurar a preservação dos imunizantes, principalmente àqueles que necessitam de armazenamento em temperaturas mais baixas. O espaço conta, ainda, com sistema de autonomia para segurança nas câmaras, gerador e nobreaks — o que garante fornecimento de energia elétrica através de baterias por até 12 horas —, oferecendo, assim, segurança em eventuais quedas de luz.

As doses recebidas nesta remessa serão destinadas a imunização, a partir da próxima semana, de pessoas com comorbidades comprovadas de idade inferior a 60 anos; pessoas com deficiência; puérperas; além dos idosos acima de 60 anos que perderam suas datas de vacinação e profissionais trabalhadores da saúde (de acordo com o grau de exposição ao vírus e o grupo de risco definidos no Programa Nacional de Imunização).

De acordo com a subsecretária de Saúde, Solange Oliveira, devido a escassez de vacinas distribuídas pelo Governo Federal aos municípios, principalmente das segundas doses do imunizante Coronavac, um novo calendário de vacinação está sendo elaborado pela Secretaria de Saúde, visando otimizar o processo de imunização dos grupos prioritários. Além disso, a subsecretária destaca que a cobrança continuará para que a vacinação continue a ocorrer da melhor forma possível.

“Recebemos uma nova remessa de primeiras doses da vacina AstraZeneca que permitirá a continuidade da campanha na próxima semana. Entretanto, continua a preocupação e a cobrança dos municípios com as segundas doses da vacina CoronaVac para atender aqueles que já perderam o prazo de quatro semanas de intervalo recomendado. A expectativa é de que haja um posicionamento oficial do Ministério da Saúde e que possamos receber as segundas doses” , afirmou a subsecretária.

“Já com relação às segundas doses da AstraZeneca, como esse imunizante tem um prazo maior entre a primeira e a segunda aplicação — entre oito a doze semanas entre as duas doses — ainda estamos em tempo, mas, mesmo assim, aguardamos ansiosamente a chegada de novos lotes do imunizante” , completou Solange Oliveira.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s